Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Reunião "útil, mas inconclusiva" entre May e Corbyn

Reunião "útil, mas inconclusiva" entre May e Corbyn
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de três chumbos no Parlamento britânico e com a data limite do Brexit a aproximar-se a passos largos, a primeira-ministra Theresa May e o líder da oposição, Jeremy Corbyn, reuniram-se para tentar chegar a um compromisso. Mas os resultados deste encontro foram fracos. Apenas concordaram em formar equipas e numa agenda para as negociações desta quinta-feira.

Corbyn quer uma união aduaneira com a União Europeia e acesso ao mercado comum, mas a primeira-ministra britânica ainda está longe das pretensões do Partido Trabalhista, como revelou o líder da oposição.

"Tivemos uma conversa e não houve tantas mudanças como eu esperava, mas vamos continuar a conversar para explorar algumas das questões técnicas que falta esclarecer. A reunião foi útil, mas inconclusiva. Quero que o governo entenda que o Parlamento não apoia o acordo que ela aceitou. Ela tem que surgir, mesmo nesta fase muito adiantada, com algo que seja aceitável para o Parlamento, que vá na direção que o Partido Trabalhista quer para chegarmos a um acordo com a União Europeia. Os perigos de sair sem acordo são mesmo muito sérios e precisam de ser evitados."

Se as negociações chegarem a bom porto, Corbyn sugeriu que a primeira-ministra poderá submeter até o acordo para o Brexit na Câmara do Comuns para nova votação já na próxima semana.

O Brexit deveria ter acontecido a 29 de março, mas passado quase três anos dos britânicos terem votado em referendo pela saída da União Europeia, ainda não se sabe quando ou se o Reino Unido vai abandonar o clube europeu.