Última hora

Última hora

ONU exige fim da violência na Líbia

ONU exige fim da violência na Líbia
Direitos de autor
REUTERS/Isamil Zitouny
Tamanho do texto Aa Aa

As tropas do general Khalifa Haftar garantiram o sucesso da ofensiva sobre Tripoli e anunciaram que com "uma investida perigosa” conseguiram entrar na periferia sul da capital da Líbia.

Haftar, que conta com o apoio do Egito e dos Emirados Árabes Unidos, espera unificar o território com o uso da força e derrubar o governo apoiado pelas Nações Unidas.

A escalada de tensão no país coincidiu com a primeira visita de um secretário-geral da ONU desde a queda do regime de Kadafi.

Em declarações aos jornalistas, no aeroporto de Benghazi, depois de um encontro com Khalifa Haftar, António Guterres disse que partia com uma profunda preocupação e o coração pesado. Guterres espera que ainda seja possível evitar confrontos armados na região de Tripoli e sublinha que "as Nações Unidas continuam disponíveis para facilitar qualquer solução política"

O governo de Fayez al-Sarraj, apoiado pela ONU, teme uma nova guerra civil. A comunidade internacional repete os apelos para o fim da ofensiva.

Os dois lados do conflito confirmaram confrontos violentos, esta sexta-feira, cerca de cinquenta quilómetros a sul da capital.