Última hora
This content is not available in your region

Português sobe ao pódio na maratona de Pyongyang

euronews_icons_loading
Português sobe ao pódio na maratona de Pyongyang
Tamanho do texto Aa Aa

Todos os anos, no mês de abril, a maratona de Pyongyang traz desportistas, profissionais e amadores, de todo o mundo e proporciona aos atletas uma viagem inesquecível pela hermética capital da Coreia do Norte.

Começa no estádio Kim Il-sung, o ponto de encontro para o tiro de partida das provas com distâncias de 10, 21 e 42 quilómetros. E prossegue com uma passagem por monumentos emblemáticos como o Arco do Triunfo ou a Torre da Amizade.

Os heróis locais não desapontaram. Este ano Ri Kang Bom venceu na categoria masculina e a compatriota norte-coreana Ri Kwang Ok sagrou-se campeã entre as mulheres.

O português Ezequiel Lobo, do Clube de Atletismo de Viana do Alentejo, participou na prova e venceu na categoria de amadores.

"Esta maratona é um pouco dura para mim. A segunda parte é inclinada no final e há vento. Estava sozinho mas a prova não é fácil para mim", sublinhou o português no final da corrida.

Depois de uma quebra em 2018, este ano a maratona, fortemente controlada, contou com mais participantes estrangeiros.

A prova, inicialmente dirigida a atletas locais e homens, tem vindo a tornar-se uma fonte de receita turística num país duramente castigado com sanções internacionais.