EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Há cada vez menos países seguros para jornalistas

Há cada vez menos países seguros para jornalistas
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal ocupa o décimo segundo lugar da lista dos países mais seguros para os jornalistas

PUBLICIDADE

O mundo é cada vez menos seguro para os jornalistas.

Nos 180 países e territórios avaliados pelos Repórteres Sem Fronteiras, apenas 8% são bons sítios para fazer do jornalismo profissão.

De acordo com o relatório deste ano, divulgado pela organização, a lista dos países mais seguros é liderada pela Noruega, seguida da Finlândia e da Suécia.

Já o Turquemenistão, a Coreia do Norte e a Eritreia estão entre os piores para se ser jornalista.

Portugal ocupa o décimo segundo lugar. A precariedade na profissão e o assédio por parte de clubes, dirigentes e fãs desportivos são apontados como as maiores falhas.

Apesar de a Europa continuar a ser o continente mais seguro para os jornalistas, Os Repórteres Sem Fronteiras dão o alerta: com a emergência de poderes autoritários, os europeus têm cada vez menos liberdade de imprensa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jornalistas palestinianos recebem Prémio Liberdade de Imprensa da UNESCO

Jornalista americano Evan Gershkovich está detido há um ano na Rússia

Repórteres sem Fronteiras lançam satélite para chegar aos territórios de língua russa