Última hora

Última hora

Sri Lanka procura 140 militantes do Daesh

Sri Lanka procura 140 militantes do Daesh
Direitos de autor
وكالات
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades do Sri Lanka procuram cerca de 140 pessoas, alegadamente, ligadas ao grupo Estado Islâmico.

O Daesh reivindicou a autoria dos atentados suicidas do domingo de Páscoa, em igrejas e hotéis, que fizeram 253 mortos, segundo o último balanço do Governo.

O presidente cingalês referiu, em conferência de imprensa, que o líder do grupo jihadista nacional Towheed Jamaat, ligado aos atentados, terá morrido numa das explosões.

"Por esta altura, já prendemos mais de 70 pessoas. De acordo com as informações de que dispomos, há cerca de 130 a 140 pessoas no total, no Sri Lanka, que têm ligações ao Daesh. Já estão em marcha missões para encontrar e prender essas pessoas", informou Maithripala Sirisena.

Os muçulmanos do Sri Lanka foram aconselhados e rezar em casa. Os serviços secretos alertaram para eventuais ataques com carros armadilhados.

O Arcebispo de Colombo anunciou, esta sexta-feira, que as missas dominicais estão suspensas no país.

A Embaixada dos Estados Unidos da América, no Sri Lanka, pediu aos cidadãos para evitarem locais de culto, este fim de semana.