A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Explosão mortífera no Sri Lanka

Explosão mortífera no Sri Lanka
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 15 pessoas, morreram na noite de sexta-feira durante uma operação das forças de segurança do Sri Lanka contra supostos militantes islâmicos, informou a polícia.

Enquanto militares e polícias tentavam entrar no que era, segundo as informações, um esconderijo da grupo Estado Islâmico, no município de Kalmunai, leste do país, três homens fizeram-se explodir matando três mulheres e seis crianças.

O confronto entre autoridades e supostos militantes islâmicos terminou após mais de uma hora de troca de tiros, informou o porta-voz do Exército, Sumith Atapattu.

Entretanto, o Presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, disse que tem "informações de que há cerca de 140 pessoas no país com ligações ao Estado Islâmico e que podem ser erradicadas rapidamente".

Na sexta-feira, a polícia revelou ter apreendido 150 barras de dinamite e uma bandeira do autodenominado Estado Islâmico durante uma busca na cidade de Sammanthurai. De acordo com os investigadores, é o mesmo local onde teria sido filmado o vídeo em que membros do Daesh reclamam a autoria dos ataques bombistas do domingo de Páscoa que provocaram a morte a 253 pessoas.