Última hora
This content is not available in your region

Paris prepara 1 de Maio particularmente tenso

Paris prepara 1 de Maio particularmente tenso
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de semanas e semanas de manifestações dos "coletes amarelos", Paris prepara-se para umas comemorações do Primeiro de Maio sob o signo da contestação. As autoridades ordenaram aos restaurantes e comércios situados no percurso previsto para a marcha convocada pelos sindicatos para manterem as portas fechadas e a capital francesa encontra-se sob vigilância reforçada.

Num contexto particularmente tenso, o governo teme a repetição de imagens de vandalismo como as registadas há um ano, quando o cortejo foi infiltrado por elementos radicais. O presidente Emmanuel Macron reclamou uma "resposta extremamente forte" contra grupos desse tipo, no caso de novos atos de violência.

As medidas são rigorosas, depois dos "coletes amarelos" terem prometido juntar-se ao movimento sindical por ocasião do Dia do Trabalhador. Mais de 7400 elementos das forças de segurança foram mobilizados para a capital francesa, onde o ministro do Interior Christophe Castaner disse ser esperada a presença de "1000 a 2000 ativistas radicais".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.