EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

25 anos sem Ayrton Senna

25 anos sem Ayrton Senna
Direitos de autor REUTERS/Masaharu Hatano/File Photo
Direitos de autor REUTERS/Masaharu Hatano/File Photo
De  Bruno Sousa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Fatídico Grande Prémio de São Marino teve lugar a 1 de maio de 1994

PUBLICIDADE

Há exatamente 25 anos o mundo chorava a morte de Ayrton Senna. Foi a 1 de maio de 1994 que o brasileiro partiu para a sua última corrida, o fatídico Grande Prémio de São Marino.

Quando entrou no monolugar em Ímola, Ayrton Senna da Silva sabia que tinha de conseguir um bom resultado depois de ter abandonado nas duas primeiras corridas da temporada. Também não chegaria ao fim desta vez... uma falha na suspensão levou o brasileiro a perder o controlo do seu Williams e a embater de frente num muro a mais de 200 quilómetros por hora.

A sua morte foi considerada uma tragédia nacional e levou o governo brasileiro a decretar três dias de luto. Ayrton Senna sempre foi mais que um simples piloto de Fórmula 1. Os números indicam que houve pilotos com mais sucesso mas nenhum conseguiu chegar perto do carisma e da popularidade do brasileiro.

O fatídico Grande Prémio de São Marino, um dia antes de Senna também o austríaco Roland Ratzenberger tinha perdido a vida, levou a uma profunda discussão em torno da segurança na Fórmula 1. As medidas implementadas atenuaram o problema e se nos 25 anos anteriores tinham morrido onze pilotos, desde então o único acidente fatal foi o de Jules Bianchi em 2014.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mural de Ayrton Senna inaugurado em Interlagos

Hajj: peregrinação à cidade santa de Meca pelos muçulmanos

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas