Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Merkel senta-se à mesa dos soldados no Mali

Merkel senta-se à mesa dos soldados no Mali
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um lugar à mesa dos soldados para Angela Merkel. Esta quinta-feira, a chanceler alemã esteve em Camp Castor - a base de Gao - numa visita a um contingente de 850 soldados alemães, em missão no norte do Mali.

Numa viagem de três dias à África Ocidental, Merkel visitou também o Burkina Faso, onde se encontrou com estudantes universitários e falou sobre a crise na Líbia.

"Os presidentes do grupo G5 Sahel disseram-me para levar a sério que a Europa deve primeiro chegar a um acordo sobre a forma de proceder. Porque existem diferentes pontos de vista dentro da União Europeia. Irei certamente fazer o meu melhor para que as posições italiana e francesa estejam de acordo", disse Merkel.

Num colóquio com estudantes universitários no Burkina Faso, defendeu a decisão da Alemanha em restringir a venda de armas destinadas ao Sahel, alertando para o risco de poderem acabar nas mãos de terroristas. "Fiquei muito satisfeito, porque ela foi honesta e reconheceu a responsabilidade dos ocidentais sobre esta questão de segurança que estamos a viver", adiantou um dos estudantes presentes.

A chanceler foi ainda até ao Níger - a terceira e última paragem desta visita. A ameaça dos terroristas islâmicos é um dos temas em discussão. Uma das intenções de Merkel será apoiar o governo, na estabilização do país a longo prazo.