Última hora

Merkel senta-se à mesa dos soldados no Mali

Merkel senta-se à mesa dos soldados no Mali
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um lugar à mesa dos soldados para Angela Merkel. Esta quinta-feira, a chanceler alemã esteve em Camp Castor - a base de Gao - numa visita a um contingente de 850 soldados alemães, em missão no norte do Mali.

Numa viagem de três dias à África Ocidental, Merkel visitou também o Burkina Faso, onde se encontrou com estudantes universitários e falou sobre a crise na Líbia.

"Os presidentes do grupo G5 Sahel disseram-me para levar a sério que a Europa deve primeiro chegar a um acordo sobre a forma de proceder. Porque existem diferentes pontos de vista dentro da União Europeia. Irei certamente fazer o meu melhor para que as posições italiana e francesa estejam de acordo", disse Merkel.

Num colóquio com estudantes universitários no Burkina Faso, defendeu a decisão da Alemanha em restringir a venda de armas destinadas ao Sahel, alertando para o risco de poderem acabar nas mãos de terroristas. "Fiquei muito satisfeito, porque ela foi honesta e reconheceu a responsabilidade dos ocidentais sobre esta questão de segurança que estamos a viver", adiantou um dos estudantes presentes.

A chanceler foi ainda até ao Níger - a terceira e última paragem desta visita. A ameaça dos terroristas islâmicos é um dos temas em discussão. Uma das intenções de Merkel será apoiar o governo, na estabilização do país a longo prazo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.