This content is not available in your region

Presidenciais na Lituânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Presidenciais na Lituânia

Os lituanos votam hoje para escolher um novo presidente, depois de uma campanha marcada pelas promessas de um futuro com menos diferenças entre os ricos e os pobres do país.

Cerca de 2,4 milhões de eleitores são chamados às urnas. Segundo as sondagens, apenas três dos nove candidatos têm hipótese de passar à segunda volta, marcada para 26 de maio.

A antiga ministra das Finanças, Ingrida Simonyte, é apoiada pelos conservadores e popular principalmente nas zonas urbanas. Esteve no centro das atenções quando anunciou as duras medidas de austeridade durante a crise de 2009.

O antigo chefe da polícia e atual primeiro-ministro de centro-direita, Saulius Skvernelis é conhecido pelas reformas contra a corrupção. Muito critico das elites empresariais e políticas, defende a generosidade social e é popular nas áreas rurais e entre os eleitores mais velhos.

O economista independente Gitanas Nauseda atrai os eleitores que procuram um presidente imparcial. Nauseda diz que tem responsabilidade de reduzir a polarização e ajudar a Lituânia a recuperar a dignidade e o respeito mútuo.

Todos os candidatos defendem a presença do país na União Europeia e na NATO.