EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Estados Unidos culpam Irão por ataques a petroleiros

Estados Unidos culpam Irão por ataques a petroleiros
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Washington acredita que o ataque contra petroleiros nos Emirados Árabes Unidos pode ter sido realizado por elementos simpatizantes ou a trabalhar para Teerão.

PUBLICIDADE

Washington acredita que o ataque contra petroleiros nos Emirados Árabes Unidos pode ter sido realizado por elementos simpatizantes ou a trabalhar para Teerão, em vez das próprias forças iranianas.

Washington diz não ter provas concretas sobre quem sabotou os navios, mas responderá em caso de ataque.

"Se formos atacados, responderemos com força militar. Nós não estamos a procurar qualquer conflito com o regime iraniano. Vai ser o regime a decidir, e achamos que será muito melhor se os advertimos contra erros de cálculo. Nós queremos dissuadir, a Presidência deixou isso bem claro, então, estamos focados na diplomacia," declarou o Representante Especial dos EUA para o Irão, Brian Hook.

Do lado iraniano, a resposta é que já previam este tipo de ação para aumentar a tensão

Nós (numa reunião com o chefe da diplomacia da Índia) discutimos assuntos regionais. Também falámos sobre as políticas que os radicais na administração dos EUA e na região estão a tentar impor. Manifestámos preocupações sobre as atividades suspeitas e de sabotagem na nossa região. Já tínhamos previsto que eles realizariam esse tipo de ação para aumentar a tensão," declarou o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif.

Esta terça feira, a Arábia Saudita disse que drones com armamento tinham atingido duas estações de bombeamento de petróleo no reino.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Irão rejeita autoria de ataque a petroleiros

Arábia Saudita pede firmeza contra o Irão

Corrupção: Rubiales será detido quando voltar a Espanha em abril. "Responderei a tudo", garante