Última hora

Última hora

"Rabbit" de Koons vendido por 81 milhões

"Rabbit" de  Koons vendido por 81 milhões
Direitos de autor
Reuters / Rosalba O'Brien - Reuters / Rosalba O'Brien
Tamanho do texto Aa Aa

81 milhões de euros, foi o valor pago por um coelho de Jeff Koons. O artista plástico norte -americano recuperou assim o recorde obra mais cara de um artista vivo.

O valor extraordinário foi alcançado, quarta-feira, num leilão da Christie's em Nova Iorque. "Rabbit" é uma das obras mais conhecidas do artista kitsch neo-pop que abalou as convenções do mundo das artes.

A escultura de aço inoxidável, "Rabbit", com pouco mais de um metro de altura, é considerada um dos ícones da arte do século XX e é a única das quatro cópias produzidas que ainda permanece em mãos privadas. As outras três esculturas pertencem aos museus de Los Angeles, Chicago e Qatar.

Há seis meses, Koons tinha sido destronado pelo pintor britânico David Hockney quando a pintura "Portrait of an Artist (Pool With Two Figures)" foi vendida por 80,5 milhões de euros. O trabalho reúne dois dos temas das pinturas de Hockney no final dos anos 1960 e início de 1970: a piscina e o retrato duplo.