Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Justiça francesa aperta Nasser Al-Khelaïfi

Justiça francesa aperta Nasser Al-Khelaïfi
Tamanho do texto Aa Aa

Foi o futebol que o tornou conhecido mas foi o atletismo que o colocou em apuros. O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaïfi, foi acusado pela justiça francesa de corrupção ativa devido ao alegado pagamento de mais de três milhões de euros a Papa Massata Diack, filho do antigo líder da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diack.

A transferência suspeita terá sido efetuada dias antes da votação para a atribuição da organização dos Campeonatos do Mundo de atletismo de 2017 e de acordo com a acusação, tinha por objetivo favorecer a candidatura do Qatar.

A escolha acabou por recair na candidatura de Londres, mas Doha tem já garantida a organização dos mundiais de atletismo de 2019. Nasser Al-Khelaïfi garante estar inocente e assegura que não não teve qualquer interferência na candidatura da capital do Qatar.