Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Rússia obrigada a libertar marinheiros ucranianos

Rússia obrigada a libertar marinheiros ucranianos
Direitos de autor
REUTERS/Pavel Rebrov/File Photo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia vai ter de libertar os marinheiros ucranianos detidos. O Tribunal Marítimo Internacional ordenou à Rússia que libertasse imediatamente os 24 marinheiros detidos desde um incidente militar em novembro do ano passado, no estreito de Kerch, na Crimeia. Segundo a decisão deste tribunal, a Rússia está a infringir um tratado de que é signatária e vai também ter de devolver à Ucrânia, sem demoras, os três navios arrestados quando passavam ao largo da Crimeia, território anexado pela Rússia à Ucrânia em 2014.

Os três navios e as tripulações foram capturados quando tentavam passar do mar Negro para o mar de Azov, que a Rússia considera serem águas territoriais suas, depois de vários avisos por parte da Guarda Costeira.