EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rússia obrigada a libertar marinheiros ucranianos

Rússia obrigada a libertar marinheiros ucranianos
Direitos de autor REUTERS/Pavel Rebrov/File Photo
Direitos de autor REUTERS/Pavel Rebrov/File Photo
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os 24 tripulantes estão detidos desde um incidente junto à Crimeia, em novembro do ano passado.

PUBLICIDADE

A Rússia vai ter de libertar os marinheiros ucranianos detidos. O Tribunal Marítimo Internacional ordenou à Rússia que libertasse imediatamente os 24 marinheiros detidos desde um incidente militar em novembro do ano passado, no estreito de Kerch, na Crimeia. Segundo a decisão deste tribunal, a Rússia está a infringir um tratado de que é signatária e vai também ter de devolver à Ucrânia, sem demoras, os três navios arrestados quando passavam ao largo da Crimeia, território anexado pela Rússia à Ucrânia em 2014. 

Os três navios e as tripulações foram capturados quando tentavam passar do mar Negro para o mar de Azov, que a Rússia considera serem águas territoriais suas, depois de vários avisos por parte da Guarda Costeira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia apreende petroleiro russo

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia