Última hora

Principais blocos europeus perdem deputados

Principais blocos europeus perdem deputados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Concluídas as eleições europeias de 2019, tornou-se claro que os principais blocos no parlamento europeu perderam terreno.

Os principais beneficiários foram os Liberais, Verdes e os movimentos nacionalistas e eurocéticos.

Entre as eleições de 2014 e 2019, o PPE, Partido Popular Europeu, perdeu 34 assentos, os Socialistas e Democratas (S&D) perderam 38 assentos. Os Conservadores e Reformistas também perderam terreno, menos 18 deputados.

Já os Liberais e Democratas (ALDE) conquistaram 40 assentos parlamentares atingindo um total de 109 assentos. Os Verdes conseguiram mais 17 deputados.

A extrema esquerda representada pelo Grupo da Esquerda Europeia Unida perdeu 14 deputados.

Entre os partidos eurocéticos, o Grupo Europa das Nações conquistou mais 22 lugares para um total de 58 assentos; e o Grupo Europa da Liberdade conseguiu mais 12 lugares.

De recordar que o parlamento europeu tem um total de 751 assentos parlamentares.

A taxa de afluência às urnas aumentou na maioria dos países. A média europeia situou-se praticamente nos 51%.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.