Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Principais blocos europeus perdem deputados

Principais blocos europeus perdem deputados
Tamanho do texto Aa Aa

Concluídas as eleições europeias de 2019, tornou-se claro que os principais blocos no parlamento europeu perderam terreno.

Os principais beneficiários foram os Liberais, Verdes e os movimentos nacionalistas e eurocéticos.

Entre as eleições de 2014 e 2019, o PPE, Partido Popular Europeu, perdeu 34 assentos, os Socialistas e Democratas (S&D) perderam 38 assentos. Os Conservadores e Reformistas também perderam terreno, menos 18 deputados.

Já os Liberais e Democratas (ALDE) conquistaram 40 assentos parlamentares atingindo um total de 109 assentos. Os Verdes conseguiram mais 17 deputados.

A extrema esquerda representada pelo Grupo da Esquerda Europeia Unida perdeu 14 deputados.

Entre os partidos eurocéticos, o Grupo Europa das Nações conquistou mais 22 lugares para um total de 58 assentos; e o Grupo Europa da Liberdade conseguiu mais 12 lugares.

De recordar que o parlamento europeu tem um total de 751 assentos parlamentares.

A taxa de afluência às urnas aumentou na maioria dos países. A média europeia situou-se praticamente nos 51%.