EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Venezuelanos são já uma das maiores comunidades deslocadas do mundo

Venezuelanos são já uma das maiores comunidades deslocadas do mundo
Direitos de autor 
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Maduro manda reabrir parte da fronteira com a Colômbia no dia em que a ONU faz as contas: A crise na Venezuela levou 4 milhões de pessoas a sair do país

PUBLICIDADE

Nicolás Maduro mandou reabrir parte da fronteira com a Colômbia. Depois de assinar um acordo com a Cruz Vermelha para o fornecimento de ajuda humanitária, o presidente da Venezuela usou as redes sociais para anunciar que os postos do Estado de Táchira, no noroeste do país, voltam a funcionar.

A fronteira com a Colômbia foi fechada há quase quatro meses, para impedir a entrada de ajuda humanitária coordenada pelo presidente da Assembleia Nacional e autoproclamado chefe de Estado, Juan Guaidó.

O encerramento dos postos oficiais não estancou a saída de cidadãos país. As Nações Unidas estimam que são já mais de 4 milhões os venezuelanos refugiados no exterior.

A Organização Internacional das Migrações e o Alto Comissariado da ONU para os refugiados classificam o ritmo de saídas como "assombroso".

Só nos últimos sete meses, passaram as fronteiras um milhão de pessoas. Os venezuelanos são agora uma das maiores comunidades deslocadas do mundo.

A maior parte dos refugiados encontra-se na Colômbia, o país com a maior fronteira com a Venezuela.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE empenhada em resolver a crise na Venezuela

Guaidó admite impasse nas negociações com Maduro

Líder da República Sérvia volta a ameaçar saída da Bósnia-Herzegovina