Última hora
This content is not available in your region

Centenas de detenções em protesto na Rússia

euronews_icons_loading
Centenas de detenções em protesto na Rússia
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 400 pessoas foram detidas em Moscovo, segundo a ONG OVD-Info, no protesto contra a atuação policial no caso do jornalista Ivan Golunov, que foi acusado de tráfico de droga, mas acabou por ser libertado na terça-feira. Entre os detidos está o principal opositor político do presidente Vladimir Putin, Alexei Navalny.

A detenção do jornalista gerou uma forte mobilização. Três jornais russos fizeram a primeira página com a frase "Somos Ivan Golunov".

Figuras pró-Kremlin questionaram a versão da polícia sobre Golunov. E o tablóide KP levantou a possibilidade de a polícia pôr drogas em casas de pessoas para as incriminar.

O jornalista foi interpelado na quinta-feira, depois de entregar uma reportagem sobre uma máfia de funerais. A polícia disse ter encontrado cocaína na sua mochila e também na sua casa, onde fez buscas sem mandado.