Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Protestos bloqueiam parlamento de Hong Kong

Protestos bloqueiam parlamento de Hong Kong
Direitos de autor
REUTERS/Athit Perawongmetha - Colantoni, Luca
Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong vive os maiores protestos desde a chamada "revolta dos guarda-chuvas" de há cinco anos. Dezenas de milhares de pessoas cercaram o parlamento do território esta manhã e obrigaram a um adiamento da segunda ronda do debate da lei da extradição, o documento que está no centro da polémica.

A lei passa a permitir a extradição quase automática de pessoas para a China continental, incluindo por dissidência política, ou por acusações de corrupção que são muitas vezes usadas pelo regime chinês para perseguir opositores. A chefe do governo de Hong Kong, Carrie Lam, é o principal alvo dos protestos.

Segundo os opositores, este diploma vai contra os termos do acordo entre o Reino Unido e a China que permitiu a entrega do território, antiga colónia britânica e garante a fórmula conhecida como "um país, dois sistemas", com a independência dos órgãos de soberania honcongueses, incluindo do sistema judicial.