Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Quase 71 milhões de deslocados no mundo em 2018

Quase 71 milhões de deslocados no mundo em 2018
Direitos de autor
REUTERS/Denis Balibouse
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O conflito sírio continua a traduzir-se num grande número de refugiados, a violência na Nigéria e na Etiópia marcaram uma forte progressão no número de deslocados internos e os pedidos de asilo progrediram de forma exponencial com a crise na Venezuela.

Tendências refletidas no relatório anual do Alto Comissariado da ONU para os refugiados, que contabiliza quase 71 milhões de deslocados em 2018, metade dos quais crianças, e 30 milhões de pedidos de asilo.

O Alto Comissário Filippo Grandi sublinhou que "mais uma vez" o mundo "vai infelizmente na má direção, com novos conflitos [...] que se vêm juntar aos antigos".

Apesar de ser o mais elevado em quase sete décadas, o número de deslocados é "conservador", segundo a ONU, já que não inclui a maioria dos 4 milhões de venezuelanos que fugiram do país desde 2015.

Pelo quarto ano consecutivo, a Turquia é o país que alberga a maior população de refugiados no mundo, cerca de 3,7 milhões de pessoas.