Última hora

Quase 71 milhões de deslocados no mundo em 2018

Quase 71 milhões de deslocados no mundo em 2018
Direitos de autor
REUTERS/Denis Balibouse
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O conflito sírio continua a traduzir-se num grande número de refugiados, a violência na Nigéria e na Etiópia marcaram uma forte progressão no número de deslocados internos e os pedidos de asilo progrediram de forma exponencial com a crise na Venezuela.

Tendências refletidas no relatório anual do Alto Comissariado da ONU para os refugiados, que contabiliza quase 71 milhões de deslocados em 2018, metade dos quais crianças, e 30 milhões de pedidos de asilo.

O Alto Comissário Filippo Grandi sublinhou que "mais uma vez" o mundo "vai infelizmente na má direção, com novos conflitos [...] que se vêm juntar aos antigos".

Apesar de ser o mais elevado em quase sete décadas, o número de deslocados é "conservador", segundo a ONU, já que não inclui a maioria dos 4 milhões de venezuelanos que fugiram do país desde 2015.

Pelo quarto ano consecutivo, a Turquia é o país que alberga a maior população de refugiados no mundo, cerca de 3,7 milhões de pessoas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.