Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Calor faz mortos na Europa

Calor faz mortos na Europa
Direitos de autor
REUTERS/Remo Casilli
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas já declararam o alerta vermelho devido à vaga de calor que assola o país.

Os termómetros atingiram os 41,9 graus centígrados no departamento de Gard, no sul de França, um recorde para o mês de junho. Três outros departamentos estão igualmente em alerta máximo.

O excesso de calor que atravessa a Europa já provocou mortos. Em Itália, as autoridades dão conta de pelo menos um morto na região de Milão.

Enquanto isso, a imprensa francesa refere três incidentes mortais em praias do sul de França.

Na capital, Paris, as autoridades afirmam que estão preparadas para lidar com a atual vaga de calor.
O presidente da junta do quarto bairro de Paris explica:

"Estamos em contacto com aqueles que estão mais vulneráveis e isolados. Temos uma lista de pessoas que podem ser afetadas pelo calor. Sabemos quem são através do serviços sociais.Estabelecemos contacto para nos certificarmos que estão bem e em segurança. Se não for o caso ocupamo-nos deles, vamos buscá-los e instalamo-los nos nossos quartos frescos", afirma Ariel Weil.

Entretanto, na Catalunha as autoridades estão a correr em contra-relógio para dominarem um incêndio florestal de grandes dimensões declarado na tarde de quarta-feira na zona de Tarragona.

Os serviços de previsão meteorológica prevêm a continuação das temperaturas elevadas para os próximos três dias.