Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Portugal longe da vaga de calor europeia

Portugal longe da vaga de calor europeia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Portugal escapou à onda de calor que está a afetar o resto da Europa, graças a uma depressão estacionada no Oceano Atlântico, a noroeste da Península Ibérica.

"Esta praia em Matosinhos, junto ao Porto, costuma estar cheia nesta época do ano, mas sem sol e com as temperaturas abaixo dos 20 graus, só encontrámos surfistas e algumas pessoas vestidas", explica a correspondente da euronews, Filipa Soares.

Jornalista: Foi surpreendida pelo tempo em Portugal?

Sabina Fricke, turista alemã: Sim, estou bastante surpreendida, porque pensei que ia estar sol e um pouco mais quente do que na Alemanha.

Dalila Sousa, residente local: Eles vêm cá de férias 15 dias e vinham para ter sol, para aproveitar a praia... Nesta época era natural já haver sol e calor, mas parece que não vão ter sorte. Na Suíça está mais calor do que aqui.

Os negócios de praia estão a ser afetados pelo tempo que se tem feito sentir...

"Não havendo calor, não havendo sol, as pessoas não vêm, como vê. Está tudo vazio. Vinha o mês de junho, era um mês de calor e nunca mais parava. Hoje não. Estamos num clima tropical. Temos dois, três dias de sol; três, quatro de chuva e assim tem sido. No ano passado o mês de junho foi melhor do que este ano. Para nós foi melhor", adianta Manuel Costa e Silva, comerciante.

"Obviamente que este tempo mais esquisito influencia sempre a adesão ao surf e à praia em si", adianta Artur Silva, instrutor de uma escola de surf.

Jornalista: Espera que o tempo melhore nos próximos dias?

Artur Silva: Eventualmente. Acho que vai melhorar.

A partir desta quinta-feira a chuva deve parar e as temperaturas devem subir em Portugal, mas devem ficar abaixo dos 30 graus celsius, ao contrário do que está a acontecer no resto da Europa.