A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Calor bate recordes em França

Calor bate recordes em França
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em França os termómetros batem recordes de calor. As autoridades francesas emitiram quatro alertas vermelhos para regiões situadas no sul do país.

No departamento de Gard o calor atingiu os 45,9 Celsius registando-se alguns focos de incêndios.

As temperaturas elevadas teriam estado na origem de várias mortes. A ministra da saúde, Agnés Buzyn afirmou que "todas as pessoas estão em risco".

O primeiro-ministro Édouard Philippe afirmou que todos os dias há pelo menos uma morte por afogamento.

As autoridades francesas impuseram restrições ao consumo de água. Cerca de 4 mil escolas foram encerradas.

Em Espanha os bombeiros continuam a lutar contra os piores fogos florestais dos últimos vinte anos na Catalunha. O alerta vermelho foi declarado em oito províncias. As temperaturas chegaram aos 42 graus celsius em várias regiões.

O calor também esteve na origem de pelo menos duas mortes.

Os investigadores e peritos do clima alertam para a importância das temperaturas noturnas.

"Vemos uma série de recordes de temperatura durante o dia e temperaturas noturnas. Quero sublinhar que os registos noturnos são importantes porque é durante a noite que os nossos corpos recuperam, é quando as plantes e animais também recuperam. Se vemos temperaturas noturnas de 25 graus Celsius como se vê em alguns sítios, isto não é boas notícias", afirma Claire Nullis, da Organização Mundial de Meteorologia.

Em Itália registam-se igualmente temperaturas elevadas desde segunda-feira. Em Milão as autoridades estão a investigar a morte de um sem-abrigo encontrado na quinta-feira sem vida próximo a uma estação de caminho-de-ferro.