Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Donald Trump "avisa" Vladimir Putin

Donald Trump "avisa" Vladimir Putin
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O encontro entre Vladimir Putin e Donald Trump foi um dos destaques da cimeira do G20 em Osaka e o fantasma da interferência russa nas eleições norte-americanas não ensombrou o momento. Antes pelo contrário. Donald Trump não desperdiçou a ocasião para, em jeito de brincadeira, avisar Putin para não o fazer.

O Presidente russo admitiu recentemente que as relações entre Moscovo e Washington estavam cada vez piores mas para Trump são amigos como sempre:

"Temos muitas coisas para discutir, a relação comercial, o desarmamento, um pouco de protecionismo, talvez, de uma forma positiva. Vamos discutir muitas coisas diferentes. Temos uma excelente relação e estamos entusiasmados por passar algum tempo juntos, vão sair daqui muitas coisas positivas."

O certo é que os dois países continuam de costas voltadas em vários pontos-chave da geopolítica atual, desde a Síria ao Irão passando pela Coreia do Norte e não é um aperto de mão em frente às câmaras que vai mudar a situação.

Quem se entende às mil maravilhas com Donald Trump é Jair Bolsonaro. Os dois chefes de Estado também se encontraram em Osaka, com o norte-americano a aproveitar para elogiar a reforma económica do brasileiro. Trump voltou a prometer uma visita ao Brasil mas uma vez mais sem apontar datas.