A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Donald Trump "avisa" Vladimir Putin

Donald Trump "avisa" Vladimir Putin
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O encontro entre Vladimir Putin e Donald Trump foi um dos destaques da cimeira do G20 em Osaka e o fantasma da interferência russa nas eleições norte-americanas não ensombrou o momento. Antes pelo contrário. Donald Trump não desperdiçou a ocasião para, em jeito de brincadeira, avisar Putin para não o fazer.

O Presidente russo admitiu recentemente que as relações entre Moscovo e Washington estavam cada vez piores mas para Trump são amigos como sempre:

"Temos muitas coisas para discutir, a relação comercial, o desarmamento, um pouco de protecionismo, talvez, de uma forma positiva. Vamos discutir muitas coisas diferentes. Temos uma excelente relação e estamos entusiasmados por passar algum tempo juntos, vão sair daqui muitas coisas positivas."

O certo é que os dois países continuam de costas voltadas em vários pontos-chave da geopolítica atual, desde a Síria ao Irão passando pela Coreia do Norte e não é um aperto de mão em frente às câmaras que vai mudar a situação.

Quem se entende às mil maravilhas com Donald Trump é Jair Bolsonaro. Os dois chefes de Estado também se encontraram em Osaka, com o norte-americano a aproveitar para elogiar a reforma económica do brasileiro. Trump voltou a prometer uma visita ao Brasil mas uma vez mais sem apontar datas.