Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Um G20 com os microfones apontados aos encontros paralelos

Foto de família da cimeira de líderes a decorrer em Osaca, no Japão
Foto de família da cimeira de líderes a decorrer em Osaca, no Japão -
Direitos de autor
REUTERS/Kevin Lamarque
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump e os respetivos encontros bilaterais estiveram em destaque no primeiro dia da cimeira de líderes das 20 maiores economias do mundo (G20), a decorrer em Osaca, no Japão.

O presidente dos Estados Unidos tem-se colocado no centro dos maiores atritos diplomáticos à escala mundial e os encontros bilaterais que tem vindo a manter estão a ser seguidos com muito mais atenção do que a própria cimeira porque poderão ter um efeito muito mais direto e significativo na economia mundial.

O agravamento do conflito com o Irão é a mais recente acha numa fogueira diplomática internacional onde Trump tem sido um dos maiores focos de instabilidade e onde também cabem a questão migratória na fronteira com o México, o atrito israelo-palestiniano e o protecionismo comercial americano.

O assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi também devera estar a ser tema de conversa pelo menos nos corredores da cimeira.

O príncipe herdeiro Mohammed bin Salman representa a Arábia Saudita neste G20 após ter sido uma vez mais apontado na ONU como suspeito de ter sido o mandante do homicídio cometido em outubro no consulado saudita em Istambul, na Turquia.

O primeiro dia desta cimeira do G20 fechou com um jantar de gala e um brinde ao sucesso conduzido pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.

Para o segundo dia, a grande expectativa centra-se no encontro bilateral entre Donald Trump e Xi Jinping e nos efeitos dessa conversa entre os líderes dos Estados Unidos e da China na guerra comercial que tem vindo a assustar os mercados à escala global.