A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Angela Merkel defende alargamento da UE aos Balcãs

Angela Merkel defende alargamento da UE aos Balcãs
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel assegurou que a reforma da União Europeia não vai bloquear o alargamento aos países dos Balcãs.

A garantia da chanceler alemã surgiu no encerramento da conferência de chefes de Governo de vários países europeus e balcânicos em Poznan, na Polónia.

Merkel parece, assim, contrariar a posição de França que defende que o bloco não deve aceitar mais membros até resolver os problemas internos.

A chanceler afirmou que concorda com o presidente Emmanuel Macron e não vê o trabalho para melhorar os mecanismos europeus "como um abandono das negociações de adesão". Para Merkel, "isso não é contraditório."

O país anfitrião defendeu o alargamento da União.

O primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, disse estar "convicto de que esta integração será concluída, com pleno êxito, muito em breve e que estes países serão bem acolhidos no seio da União Europeia."

Bósnia-Herzogovina, Sérvia, Kosovo e Montenegro esperam ser os próximos Estados a aderir à União Europeia.

O processo de adesão tem sido adiado devido aos problemas internos do bloco e à instabilidade na região dos Balcãs.