Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Marchas do orgulho gay percorrem Europa

Marchas do orgulho gay percorrem Europa
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Várias capitais europeias serviram de palco este fim de semana a marchas do orgulho gay.

Em Madrid as celebrações foram ensombradas por uma controvérsia relacionada com a mudança do local onde a bandeira arco-íris é tradicionalmente colocada no edifício da câmara municipal da cidade.

A controvérsia envolveu o partido de extrema-direita, Vox, de cujos votos depende a coligação PP-Ciudadanos que assumiu a liderança municipal.

O Vox exigiu que a bandeira arco-´iris fosse colocada noutro lugar da fachada do edifício que não a parte central, posição escolhida desde 2015.

Para muitos contudo, o importante é celebrar a diversidade e liberdade.

"Vemos aqui casais de mãos dadas e isso não acontece na Colômbia. É uma questão difícil na América do Sul, aqui podemos andar com um namorado ou namorada e está tudo bem. Trata-se de viver o amor, vemos amor em todas as esquinas. Nunca vi nada deste tamanho", afirma um jovem colombiano, Juan Sebastián, que participou nas celebrações.

No centro de Londres, centenas de milhar de pessoas participaram nas celebrações. O evento contou com a presença do presidente da câmara da cidade, Sadiq Khan. Este ano o tema em destaque foram os 50 anos sobre a revolta de Stonewall em Nova Iorque.

Na Hungria, a capital, Budapeste, encheu-se de cor para celebrar a marcha do orgulho gay.

De recordar que Hungria e a Polónia foram os dois únicos países europeus que no ano passado bloquearam uma declaração de direitos dirigida à comunidade LGBT.