Última hora

"Exterminador" congolês condenado pelo Tribunal Penal Internacional

"Exterminador" congolês condenado pelo Tribunal Penal Internacional
Tamanho do texto Aa Aa

Conhecido por "exterminador", o antigo comandante rebelde congolês Bosco Ntaganda, foi condenado por 18 crimes de guerra e contra a humanidade pelo Tribunal Penal Internacional. Crimes que incluíram assassínios, violações, escravatura sexual e perseguição étnica no conflito na República Democrática do Congo, entre 2002 e 2003.

A sentença será determinada numa audiência futura.

Sem mostrar qualquer sinal de arrependimento, o antigo comandante rebelde tinha-se declarado inocente.

A milícia liderada por Ntaganda, as Forças Patrióticas para a Libertação do Congo, foi responsável pelo massacre de aldeias inteiras.

Mais de 60 mil pessoas, na maioria mulheres e crianças, morreram durante o conflito, em que milícias disputaram o controlo de regiões do Congo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.