Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Malta autoriza desembarque de 65 migrantes

Malta autoriza desembarque de 65 migrantes
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De um futuro à deriva à promessa de um futuro em terra firme. Os 65 migrantes resgatados pela organização humanitária alemã Sea Eye, a 35 milhas da costa líbia, vão ser transferidos para vários países da União Europeia.

O executivo maltês acabou por dar luz verde ao desembarque dos migrantes que seguiam a bordo do navio Alan Kurdi na sequência de um acordo com a Alemanha e a Comissão Europeia e depois da recusa de Itália em aceitar a ancoragem.

O primeiro-ministro, Joseph Muscat, confirmou a transferência para embarcações das Forças Armadas da ilha de forma a concretizar a operação.

Este domingo, um outro grupo de 58 migrantes chegou a Valeta após um resgate pelas autoridades maltesas. Os homens, da África subsariana, foram resgatados por um navio patrulha de uma embarcação que se afundava.

Entretanto, no porto de Lampedusa, uma outra embarcação de salvamento foi confiscada pelas autoridades italianas, depois de 41 migrantes terem desembarcado este domingo.

O veleiro Alex, da organização italiana Mediterranea, violou as proibições do ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, alegando o estado de emergência a bordo - a embarcação tem capacidade para apenas 18 pessoas.

O capitão está a ser investigado por alegado auxílio à imigração ilegal.

As autoridades alemãs disseram estar prontas para receber alguns migrantes.