Última hora
This content is not available in your region

Política atual austríaca domina Festival de Dança de Viena

euronews_icons_loading
Política atual austríaca domina Festival de Dança de Viena
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da calma nas ruas, vivem-se dias extraordinários na Áustria. O governo caiu depois do chamado Caso Ibiza, um escândalo corrupção. Com eleições marcadas para setembro, até os eventos culturais são dominados pela atualidade política.

A corrupção foi o tema da abertura do Impulstanz, o Festival de música de dança de Viena.

O diretor não esconde que é crítico da viragem do país à direita.

"Fiquei muito surpreendido quando no governo anterior tivemos o Nazi da semana, todas as semanas. Era uma espécie de lei", conta Karl Regensburger, diretor do festival.

A encenação de MacBeth retrata aqui o caso de Uwe Barchel, um político alemão dos anos 80, encontrado morto na sequência de um escândalo. Regensburger estabelece um paralelo com o momento atual na Áustria.

"É inacreditável. Apesar de todos saberem da corrupção, estes políticos tornam-se mais populares entre os eleitores", diz Karl Regensburger.

Também o público do Festival está pessimista com as próximas eleições.

"Tenho a ideia de que é uma espécie de círculo vicioso. Ora vira para um lado, ora para o outro e depois aparece um novo grande escândalo. Tenho medo que não se façam mudanças duradouras.", conta um outro.", conta um austríaco que assistiu ao festival.

O chamado escândalo de Ibiza derrubou o governo de Sebastian Kurz, mas pouco mudou nas sondagens. Kurz vai provavelmente ser de novo chanceler. O seu partido tem uma vantagem de mais de 15%. O Partido da Liberdade, que esteve na origem do escândalo, sofreu um desgaste mínimo. De acordo com as sondagens, vão estar em terceiro lugar, depois dos social-democratas.