A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rali Rota da Seda: Paulo ‘Speedy’ Gonçalves em segundo lugar

Rali Rota da Seda: Paulo ‘Speedy’ Gonçalves em segundo lugar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O motociclista português Paulo Gonçalves (Hero Motosports Team Rally) terminou na segunda-feira a penúltima etapa do rali Rota da Seda a uns escassos 43 segundos do norte-americano vencedor da etapa, Andrew Short (Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing).

A etapa foi um belíssimo percurso de cerca de 500 kms desde Alashan a Jiayuguan, uma etapa de velocidade com uma especial cronometrada de 290kms, através das dunas do deserto de Gobi seguido de um trecho mais acidentado de terra.

O piloto português está, no entanto, irremediavelmete prejudicado na classificação geral da prova todo-o-terreno, após ter ficado apeado devido a uma falha no motor da sua Hero durante a sexta etapa.

A vitória de Andrew Short é a sua primeira numa prova da Federação Internacional de Motociclismo.

Luciano Benavides (KTM) esqueceu-se ontem do seu cartão de ponto, sofrendo uma penalização de cinco minutos e terminou a etapa de hoje em oitavo lugar. O argentino desce da segunda para a quinta posição na classificação geral e o britânico Sam Sunderland (KTM) mantém a liderança apesar de ter terminado em quarto, atrás do francês Adrien Van Beveren (Yamaha Rally Team).

Nasser Al-Attiyah: uma a uma, sem perder nenhuma

O colosso Nasser Al-Attiyah (Toyota Gazoo), eterno vencedor em carros, completou a etapa em pouco mais de 3h52m.

À sua espera na linha da meta, estiveram o diretor de desenvolvimento do rali, Bulat Yanborisov, e o presidente da Federação Chinesa de Automobilismo e Motociclismo, Chjan Godzun, que felicitaram todos os participantes na prova.

Mathieu Serradori (SRT Team) bateu o seu buggy contra um penedo e rebentou uma roda. O francês abandonou hoje a prova após uma espera longa no deserto pelo veículo de assistência.

Na classificação geral, Al-Attiyah continua a liderar com 70 minutos de vantagem. Jerôme Pélichet (Raid Lynx) e Wei Han (Geely Auto Shell Lubricant Team) trocam de lugar, com o chinês a subir para a 2ª posição.

Vitória tripla para a KAMAZ

Nos camiões, o russo Anton Shibalov, da KAMAZ, lidera com confiança após vencer hoje mais uma etapa, seguido dos colegas de equipa Andrey Karginov, o vencedor em título, e de Airat Mardeev. O holandês Maarten Van den Brink (Mammoet Rallye Sport) terminou a etapa em quarto. O trio da KAMAZ lidera também a classificação geral.

Mas o final é que conta. A última etapa de terça-feira entre Jiayuguan e Dunhuang é um percurso total de 557km, incluíndo uma especial cronometrada de 255km, em perseguição do Tigre Branco.

Trata-se de um percurso com início no sopé da montanha e um nível de dificuldade técnica crescente, através de desfiladeiros, um trecho sinuoso de cascalho e leitos de rio até à recta final, suave e rápida, onde a vitória será decidida.