A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Confrontos entre a polícia e manifestantes em Hong Kong

Confrontos entre a polícia e manifestantes em Hong Kong
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em Hong Kong, a polícia utilizou gás lacrimogéneo e disparou balas de borracha sobre uma multidão, que se juntou em Yuen Long para protestar contra um ataque contra manifestantes pró-democracia, realizado por indiviÍduos alegadamente pertencentes a uma tríade.

O ataque ocorreu há uma semana, numa estação de comboio, junto da qual se realizou o protesto deste sábado. Os manifestantes construiram barricadas com móveis e chapéus de chuva e agrediram a polícia com pedras e garrafas. Muitos armaram-se de bastões e escudos improvisados de madeira, pranchas de surf, papelão e outros materiais.

Acusam as forças da ordem de terem feito vista grossa ao ataque e de estarem de conluiu com os atacantes.

Hong Kong assistiu a sete semanas de protestos anti-governo e pró-democracia, desencadeados por um projeto de lei controverso que teria permitido extradições para a China continental. Os protestos levaram à suspensão da legislação, mas os manifestantes exigiram sua retirada completa, bem como um inquérito sobre a violência policial, a reforma democrática e a demissão da líder do território, Carrie Lam. As exigências não foram satisfeitas e a tensão é latente por todo o território.