A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Trump: "A China não está bem"

Trump: "A China não está bem"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump continua a investir na guerra comercial com Pequim e rejeitou as afirmações de que um conflito comercial prolongado com a China abala os mercados financeiros.

"O nosso país está incrivelmente bem. A China não está bem, se se olhar para a situação do comércio. Alguém tinha que fazer isto com a China, porque eles estavam a tirar centenas de milhares de milhões de dólares por ano dos Estados Unidos. Alguém tinha de tomar uma posição. Acho que o nosso país está a funcionar muito bem," afirmou o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Trump afirmou ainda que a Reserva Federal deve cortar as taxas de forma "mais ampla e mais rápida" para que os EUA sejam competitivos em relação a outros países.

Quatro ex-líderes da Fed pediram a independência do Banco Central, dizendo que a Reserva Federal e o seu presidente devem ser autorizados a agir no melhor interesse da economia, livre de pressões políticas de curto prazo e, em particular, sem a ameaça de remoção ou despromoção dos líderes da Fed por razões políticas.