A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Adriana Gonzalez e Xabier Anduaga: melhores vozes do concurso Operália 2019

Adriana Gonzalez e Xabier Anduaga: melhores vozes do concurso Operália 2019
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O concurso Operalia é um trampolim para as jovens estrelas de ópera. Na última competição em praga, Placido Domingo coroou os novos talentos.

O concurso de ópera mundial foi criado em 1993 pelo maestro e cantor espanhol Plácido Domingo para ajudar a lançar as carreiras de jovens cantores promissores. França, México, Itália, Rússia, Japão e Estados Unidos foram alguns dos países que já acolheram o evento.

Este ano, a competição decorreu em Praga. "Admiro todos os que participam na audição. É incrível haver tantos talentos", referiu Plácido Domingo, presidente e fundador Operalia.

Plácido Domingo, Presidente e fundador do concurso

Seleção dos candidatos

Em 2019, houve mil candidaturas. Os 40 cantores selecionados passaram uma semana a ensaiar e cantaram diante de um júri extremamente exigente.

Para Jonathan Friend, administrador artístico da Ópera Metropolitana de Nova Iorque, a escolha do vencedor obedece a vários critérios. "Será que gosto do som da voz? Será que quero ouvir esta pessoa a noite toda? Será que ela canta bem do ponto de vista técnico e estilístico? É capaz de comunicar emoções ao nível do rosto e do corpo? Será que a pessoa escolheu a ária certa para mostrar o seu talento?", frisou Jonathan Friend.

Como prémio, os vencedores da competição recebem 27 mil euros e são convidados a subir ao palco das melhores salas de ópera do mundo.

Melhor voz masculina

O basco Xabier Anduaga arrecadou o prémio de melhor voz masculina "A voz dele chega aos agudos facilmente e é bem afinada. O som é bom. Ele não tem dificuldades em chegar aos agudos e cantar alto e de forma bela", explicou Jonathan Friend.

"Tento imaginar que estou em palco a cantar ópera e não a participar num concurso ou numa audição. Imagino que sou o protagonista da ópera "La Fille du Régiment". Na minha imaginação não sou eu a cantar, é ele. É um sentimento mais confortável para mim", confessou Xabier Anduaga.

Xabier Anduaga, Tenor

​Melhor voz feminina

Plácido Domingo ficou encantado com a voz da vencedora na categoria melhor voz feminina, Adriana Gonzales. "Desde o primeiro dia, a Adriana cantou de forma maravilhosa", sublinhou o presidente e fundador do concurso Operalia.

"Infelizmente, ainda não temos uma ópera nacional na Guatemala. Espero que isso aconteça um dia", frisou a soprano de 27 anos.

"Havia três professores profissionais de ópera na Guatemala e uma delas morreu na semana passada. Era minha professora. Foi algo lindo ter ganho este concurso e este prémio é também para ela", acrescentou Adriana Gonzalez.

Adriana Gonzalez, Soprano

Portugal representado no concurso Operália

Na edição de 2018, em Lisboa, o cantor português Luís Gomes venceu o prémio de Zarzuela Don Plácido Domingo Ferrer e o prémio do público. O cantor esteve em destaque a nível internacional, depois de ter desempenhado um papel principal numa produção da Royal Opera House, em Londres.

Medici.tv