A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"A mãe natureza está a pedir socorro"

"A mãe natureza está a pedir socorro"
Direitos de autor
REUTERS/Andre Coelho
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na ponta de língua e escrito na pele. Assim se mostra o manifesto das mulheres indígenas do Brasil e não deixa margem para dúvidas: "a mãe Natureza está a pedir socorro".

Esta terça-feira milhares levam a defesa do Ambiente e da Amazónia para as ruas de Brasília. É a primeira vez que estas mulheres assinam um protesto em nome próprio nas ruas da Capital; Um protesto conta as políticas de Jair Bolsonaro para as reservas naturais do país.

Assumem-se como porta-vozes dos 850 mil indígenas brasileiros - representam menos de um por cento da população, mas mais de 13 por cento do território.

Chirley Pankará, deputada estadual e membro do povo Pankará, explica que as mulheres ganharam força nos últimos tempos em defesa do povo indígena, contra a industria e a ausência de políticas de proteção do ambiente.

A marcha acontece na reta final de um encontro que juntou no Brasil mulheres indígenas de vários países. Um forum que coincidiu com a notícia de que a desflorestação da Amazónia atingiu novos recordes. Sem marcar uma data, o ministro brasileiro do Ambiente anunciou este domingo que em breve vai apresentar uma estratégia para a Amazónia.