Escalada de violência em Hong Kong

Escalada de violência em Hong Kong
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pequim diz que "criminosos e agitadores" estão a provocar o caos encorajados por potências estrangeiras

PUBLICIDADE

Em Hong Kong, 600 pessoas já foram detidas desde o início dos protestos.

O décimo fim-de-semana consecutivo de confrontos ficou marcado com a intervenção da polícia em várias estações de metro da cidade. Os agentes lançaram gás lacrimogéneo e prenderam dezenas de manifestantes.

Nas ruas, foram bloqueadas várias zonas de comércio e os locais onde estão concentradas as sedes de instituições públicas.

Pequim diz que criminosos e agitadores estão a provocar o caos encorajados por potências estrangeiras "interferentes", incluindo a Grã-Bretanha.

Esta segunda-feira, sob pressão da China, a companhia aérea Cathay Pacific alertou os funcionários para o risco de demissão se "apoiarem ou participarem em manifestações ilegais".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"O futuro de Hong Kong é muito negro"

China responde à investigação da UE sobre os subsídios às indústrias verdes

Centenas de russos protestam contra “inércia” das autoridades após inundações