Última hora

Décimo primeiro fim de semana de protestos em Hong Kong

Décimo primeiro fim de semana de protestos em Hong Kong
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É o 11° fim de semana consecutivo de protestos em Hong Kong. Apesar das proibições, as manifestações antigoverno e pró-democracia continuam em ambiente de tensão. Os protestos arrancaram com uma marcha de professores que criticam a brutalidade da polícia na dispersão dos manifestantes.

"Estão a ser espancados, feridos e presos pelo governo. Estamos muito preocupados com o que está a acontecer e com as consequências que podem sofrer a longo prazo."
Ip Kin-yuen
Vice-presidente da Associação de Professores de Hong Kong
"Estou cada vez mais irritado com o governo. Não fazem nada para resolver o problema, fogem da questão ou simplesmente colocam mais lenha na fogueira. Não olham para os nossos jovens que estão magoados...Estão na linha frente submetidos à violência da polícia e o governo, principalmente, Carrie Lam - não disse nada sobre isto. "
ALEX TANG
Professor reformado

Até ao final de domingo, existem pelo menos cinco manifestações no calendário. Perante a escalada das manifestações, a China decidiu enviar mais militares para fronteira com Hong Kong.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.