A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Décimo primeiro fim de semana de protestos em Hong Kong

Décimo primeiro fim de semana de protestos em Hong Kong
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É o 11° fim de semana consecutivo de protestos em Hong Kong. Apesar das proibições, as manifestações antigoverno e pró-democracia continuam em ambiente de tensão. Os protestos arrancaram com uma marcha de professores que criticam a brutalidade da polícia na dispersão dos manifestantes.

"Estão a ser espancados, feridos e presos pelo governo. Estamos muito preocupados com o que está a acontecer e com as consequências que podem sofrer a longo prazo."
Ip Kin-yuen
Vice-presidente da Associação de Professores de Hong Kong
"Estou cada vez mais irritado com o governo. Não fazem nada para resolver o problema, fogem da questão ou simplesmente colocam mais lenha na fogueira. Não olham para os nossos jovens que estão magoados...Estão na linha frente submetidos à violência da polícia e o governo, principalmente, Carrie Lam - não disse nada sobre isto. "
ALEX TANG
Professor reformado

Até ao final de domingo, existem pelo menos cinco manifestações no calendário. Perante a escalada das manifestações, a China decidiu enviar mais militares para fronteira com Hong Kong.