A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Macron recebe Putin antes do G7

Macron recebe Putin antes do G7
Direitos de autor
AFP
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A poucos dias da cimeira do G7 em Biarritz, o presidente francês Emmanuel Macron recebe o homólogo russo na sua residência de Verão, o forte de Brégançon.

Após as declarações à imprensa, os dois líderes - que se tinham visto pela última vez na cimeira do G20 em Osaka, no Japão, em Junho - vão debater várias das grandes crises do planeta, nas quais a Rússia tem um papel preponderante.

A respeito do nuclear iraniano, Macron procura o apoio do Kremlin para resgatar o acordo assinado entre Teerão e as grandes potências em 2015, mas abandonado pelos Estados Unidos sob Donald Trump em 2018.

O conflito na Ucrânia será outros dos temas em destaque: a França espera que Vladimir Putin aproveite a oportunidade dada ao diálogo pelo novo presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

A guerra na Síria também será abordada. Paris apela à "cessação imediata das hostilidades", num momento em que a ofensiva do regime sírio na província de Idlib, com o apoio aéreo russo, reclama um grande número de vítimas civis.

Com este encontro, Paris oferece uma abertura ao diálogo com a Rússia, excluída do G7 desde 2014, depois da anexação da Crimeia.

Mas resta saber se Emmanuel Macron também abordará com o homólogo a repressão contra as manifestações por eleições livres em Moscovo. Paris criticou as detenções na capital russa, com o Kremlin a responder que não tem "lições a aprender por parte de França nesta matéria".