Última hora

Incêndio na Grã Canária perde força mas ainda está por dominar

Incêndio na Grã Canária perde força mas ainda está por dominar
Direitos de autor
European Union, containes modified Copernicus Sentinel Data 2019, processed with EO Browser
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os trabalhos de combate às chamas na ilha espanhola de Grã Canária, durante a noite desta segunda-feira, começaram a dar alguns frutos, de acordo com o presidente do Governo regional.

Apesar de as notícias serem, agora, aparentemente mais favoráveis, Ángel Víctor Torres apelou à cautela.

Desde que deflagrou, no sábado, no município de Valleseco, o incêndio florestal já consumiu 12 mil hectares mas está a perder força. A queda das temperaturas e a humidade impediram as chamas de ultrapassar o limite do Parque Natural de Tamadaba.

Contam-se mais de nove mil deslocados. Centenas de pessoas pernoitaram em albergues de emergência. Equipas de voluntários fazem tudo para assegurar as melhores condições possíveis à população que teve de deixar as respetivas casas.

As autoridades investigam as causas do incêndio. Dezenas de meios aéreos combatem as chamas apoiados por centenas de efetivos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.