A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cardeal Pell perde recurso contra condenação por pedofilia

Cardeal Pell perde recurso contra condenação por pedofilia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Cardeal australiano George Pell, antigo número três do Vaticano, perdeu o recurso contra a condenação a seis anos de prisão por pedofilia.

O Supremo Tribunal do Estado australiano de Victoria decidiu manter a pena atribuída em março por um tribunal de primeira instância.

Reunidas para acompanhar o processo em Melbourne, vítimas e familiares de vítimas de abusos sexuais saudaram a decisão, afirmando tratar-se de "um dia glorioso" e dizendo que "foi feita Justiça".

Pell é o mais alto responsável da Igreja Católica condenado por crimes de pedofilia.

A ativista Chrissie Foster, ela própria mãe de duas raparigas vítimas de abuso por parte de outro membro do clero australiano, afirma que "é um dia maravilhoso para os sobreviventes, para as vítimas. Envia uma mensagem de que há Justiça, independentemente do escalão ao que pertencemos, da idade que temos ou de qual é a nossa função".

O antigo tesoureiro do Vaticano, de 78 anos, poderá ainda apresentar um último recurso no Supremo Tribunal da Austrália. O primeiro-ministro Scott Morrison disse que Pell verá retirada a medalha da Ordem da Austrália e a Santa Sé, que tem em curso o seu próprio inquérito, poderá mesmo vir a remover-lhe a batina.