A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Contra o fim das tensões, Ruanda e Uganda assinam acordo

Contra o fim das tensões, Ruanda e Uganda assinam acordo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A capital angolana serviu de ponto de partida para o início de uma nova fase nas relações tensas entre os ex-aliados Ruanda e Uganda.

Esta quarta-feira, os presidentes dos dois países africanos, Paul Kagame e Yoweri Museveni, assinaram, em Luanda, um memorando de entendimento para solucionar os problemas de segurança na região dos Grandes Lagos.

O presidente de Angola, João Lourenço, foi o anfitrião da cimeira que contou também com a presença dos presidentes da República do Congo, Denis Sassou-Nguesso, e da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi.

"O mérito desta conquista é vosso e apenas vosso por terem compreendido e sido movidos pelo sentimento de que os benefícios deste pequeno grande passo são para os povos e para as economias dos países que dirigem", sublinhou, durante a cimeira, João Lourenço.

Ao abrigo do memorando de entendimento, Uganda e Ruanda comprometem-se a respeitar a respetiva soberania, a evitar ações que destabilizem o território oposto e a retomar, assim que possível, as atividades transfronteiriças.

Em fevereiro, o conflito levou ao encerramento de uma importante fronteira entre os dois países.

As tensões entre os dois países estão frequentemente relacionadas com questões de segurança e interesses em negócios com a República Democrática do Congo.