EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Contra o fim das tensões, Ruanda e Uganda assinam acordo

Contra o fim das tensões, Ruanda e Uganda assinam acordo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Angola foi o país anfitrião e facilitador do acordo. Uma atuação já foi enaltecida pelo novo enviado especial das Nações Unidas para a região africana

PUBLICIDADE

A capital angolana serviu de ponto de partida para o início de uma nova fase nas relações tensas entre os ex-aliados Ruanda e Uganda.

Esta quarta-feira, os presidentes dos dois países africanos, Paul Kagame e Yoweri Museveni, assinaram, em Luanda, um memorando de entendimento para solucionar os problemas de segurança na região dos Grandes Lagos.

O presidente de Angola, João Lourenço, foi o anfitrião da cimeira que contou também com a presença dos presidentes da República do Congo, Denis Sassou-Nguesso, e da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi.

"O mérito desta conquista é vosso e apenas vosso por terem compreendido e sido movidos pelo sentimento de que os benefícios deste pequeno grande passo são para os povos e para as economias dos países que dirigem", sublinhou, durante a cimeira, João Lourenço.

Ao abrigo do memorando de entendimento, Uganda e Ruanda comprometem-se a respeitar a respetiva soberania, a evitar ações que destabilizem o território oposto e a retomar, assim que possível, as atividades transfronteiriças.

Em fevereiro, o conflito levou ao encerramento de uma importante fronteira entre os dois países.

As tensões entre os dois países estão frequentemente relacionadas com questões de segurança e interesses em negócios com a República Democrática do Congo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chanceler austríaco saúda Sunak pelo plano de deportação para o Ruanda

Migrantes tentam chegar à Irlanda para evitarem plano Ruanda do Reino Unido

Ministro do Interior britânico visita Itália para discutir formas de lidar com a imigração ilegal