A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Há conversas "secretas" entre Washington e Caracas

Há conversas "secretas" entre Washington e Caracas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Há conversas a alto nível entre Washington e Caracas. Foi Donald Trump quem o revelou.

"Estamos em contacto. Estamos a conversar com vários representantes da Venezuela. Estamos a ajudar a Venezuela o máximo que podemos. É um tributo incrível a algo ruim que está a acontecer e essa coisa ruim é o socialismo. E é incrível porque há 15 anos a Venezuela era um dos países mais ricos, agora é um dos países mais pobres", disse o presidente norte-americano num encontro com os jornalistas na Casa Branca.

Nicolás Maduro confirma também essas conversações e diz que decorrem sob a sua supervisão: "Confirmo que, desde há meses, há contactos de altos funcionários do governo dos Estados Unidos de Donald Trump e do governo bolívariano a que eu presido e sob a minha autorização expressa".

Nenhuma das partes revelou o teor das conversações, mas é suposto abordarem as garantias para Maduro e os membros da sua administração em caso de cedência do poder, como pedem os Estados Unidos.

Na segunda-feira, a Associated Press noticiou que os EUA abriram comunicações secretas com o chefe do partido socialista da Venezuela e com membros do círculo interno do presidente Nicolás Maduro que estarão à procuram de garantias de que não enfrentarão retaliações se cederem à pressão crescente para deixarem o poder.

Segundo a mesma fonte, Diosdado Cabello, que é considerado o homem mais poderoso da Venezuela depois de Maduro, reuniu-se no mês passado, em Caracas, com alguém próximo a administração Trump. Uma segunda reunião está em preparação, mas ainda não aconteceu.

A AP diz que mantém secreta a identidade do intermediário e os detalhes do encontro para evitar possíveis represálias sobre a sua fonte.