A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Portugal envia dois nomes para nova Comissão Europeia

Portugal envia dois nomes para nova Comissão Europeia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo de António Costa tem afirmado que a promoção da paridade de género em todas as áreas, incluindo a política, deve ser uma prioridade no programa da União Europeia até 2024. Assim, o primeiro-ministro português escolheu um homem e uma mulher como potenciais candidatos à Comissão Europeia.

Um dos nomes é Pedro Marques, recém-eleito eurodeputado e que foi ministro das Infraestruturas até às eleições europeias.

O outro é Elisa Ferreira, atualmente vice-governadora do Banco de Portugal, que foi eurodeputada e ministra do Ambiente e do Planeamento em governos de António Guterres.

Segundo o jornal Público, o governo português vê Pedro Marques como o principal candidato e gostaria que tivesse a pasta do Desenvolvimento Regional, que lida com os fundos comunitários

Mas se a presidente eleita da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, exigir que Portugal tenha uma mulher no colégio - o que nunca aconteceu desde que o país é Estado-membro -, Costa vai sugerir a pasta dos Assuntos Económicos e Financeiros para Elisa Ferreira, que deu provas de competência nessa matéria, no Parlamento Europeu, durante a crise do euro.

Caberá a Ursula vand der Leyen analisar os prós e os contras desta dupla, tendo em conta o seu desejo de ter uma comissão com 50% de mulheres e perfis com provas dadas para as pastas que lhes serão atribuídas, de forma a passarem no crivo das audições no Parlamento Europeu.