A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mundial de Judo: Japão campeão por equipas e Portugal cai

Mundial de Judo: Japão campeão por equipas e Portugal cai
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No último dia do Mundial de Judo, em Tóquio, teve lugar a competição por equipas, em que a nação anfitriã reinou, mais uma vez, suprema.

O ambiente foi de festa e a prova contou com a presença do Primeiro-Ministro do Japão, Shinzo Abe, e do Presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer. Na competição participou também, com o apoio da Federação, uma equipa de refugiados.

A equipa portuguesa

A seleção portuguesa foi este domingo eliminada pelo Azerbaijão, por 4-3, na competição por equipas dos Mundiais, no último dia do campeonato na capital japonesa.

Portugal começou a ronda com o triunfo de Bárbara Timo, vice-campeã do mundo em -70 kg, frente a Gunel Hasanli, por ippon, em 2.40 minutos.

No entanto, os azeris adiantaram-se ao vencerem os dois combates seguintes, em -90 kg e +70 kg, por Mammadali Mehdiyev e Yryna Kindzerska, frente a Anri Egutidze e Rochele Nunes, respetivamente.

Rochele Nunes voltou a defrontar Kindzerska e conseguiu empatar a eliminatória 2-2, ao vencer a azeri por ippon.

Seguiu-se o embate de +90 kg, entre Jorge Fonseca e Zelym Kotsoiev, no qual o campeão do mundo de juniores em 2017 conseguiu vencer o vencedor do título mundial de -100 kg, por ippon, ao fim de 1.45 minutos.

Telma Monteiro, a portuguesa mais medalhada de sempre, voltou a empatar, ao derrotar nos -57 kg Ichinkhorloo Munkhtsedev, por ippon, em 3.31 minutos, mas os azeris chegaram ao triunfo final, com a vitória de Nijat Shikhalizada sobre Jorge Fernandes, em -73 kg, também por ippon.

Jorge Fernandes e Nijat Shikhalizada

Depois da medalha de prata no Europeu de 2019, em Minsk, na competição por equipas, Portugal termina os Mundiais no terceiro lugar da tabela de medalhas, com o ouro de Fonseca e a prata de Timo, sendo apenas superado pelo Japão (três ouros, cinco pratas e quatro bronzes) e França (três ouros e dois bronzes).

Destacaram-se ainda Patrícia Sampaio (-78 kg) e Joana Ramos (-52 kg), que terminaram nos quintos lugares das respetivas categorias, e Telma Monteiro (-57 kg) e Rodrigo Lopes (-60 kg), ambos nonos.

O Japão domina mas a França dá luta

Numa repetição da prova do ano passado, a equipa do Japão defrentou a equipa da França. No primeiro combate, o judoca de pesos pesados Cyril Maret defrentou o judoca Kokoro Kageura, que assumiu a liderança para o Japão com um exemplar Ashi-waza.

Kokoro Kageura
"Estou muito feliz por ter conseguido a vitória aqui no Nippon Budokan, foi muito importante para mim."
Kokoro Kageura

De seguida foi a vez da campeã do mundo de 2018 em -57kg, Tsukasa Yoshida, tentar a sua sorte contra a França, mas a francesa Sarah Léonie Cysique conseguiu empatar, com um Osoto gari.

O nipónico campeão do Mundo e Olímpico Shohei Ono lutou no combate seguinte e não desiludiu, garantindo a vitória ao fim de apenas 30 segundos de combate contra o francês Guillaume Chaine, com um Uchimata para Waza-ari, seguido de um fantástico Tomoe nage, mudando o resultado para 2-1, a favor do Japão.

Shohei Ono
"O Japão teve mais uma vez a casa cheia e o apoio e aplausos do público japonês foi muito importante para mim."
Shohei Ono

No quarto combate, disputado entre a campeã do mundo de 2018, Chizuru Arai, e a nova rainha em -70kg Marie Eve Gahié, o Japão aumentou a vantagem, com a vitória de Arai sobre a francesa, por Ippon.

No combate seguinte, o francês Axel Clerget superou o nipónico Sanshiro Murao em -90kg após uma maratona de 5 minutos no ponto de ouro, mantendo a França na competição.

Axel Clerget
"A minha vitória demonstra que queremos e podemos vencer no Japão nos Olímpicos do ano que vem. Com o Teddy Ryner, temos chances de ganhar."
Alex Clerget

Em -78 kg, o combate foi uma repetição da final no sexto dia do torneio, entre a atual campeã do Mundo Madeleine Malonga e a campeã do Mundo de 2018 Shori Hamada, mas desta vez quem triunfou foi Shori Hamada. A derradeira vitória, com a qual o Japão se sagrou a nação vencedora da competição por equipas, prevalecendo sobre a França por 4-2.

Shorei Hamada e Madeleine Malonga

O primeiro ministro do Japão, Shinzo Abe, apresentou o troféu á equipa japonesa e o presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer, apresentou as medalhas.

O presidente do comité organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, entregou o troféu à equipa francesa.

Um final perfeito para o Mundial de Judo de 2019, com encontro marcado, para o ano, nos Olímpicos de Tóquio.

A próxima prova será o Grande Prémio de Tashkent, que terá lugar de 20 a 22 de Setembro na capital do Uzbequistão.