A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

100 mil recebem Francisco na Ilha Maurícia

100 mil recebem Francisco na Ilha Maurícia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Francisco terminou, esta segunda-feira, na ilha Maurícia, uma viagem a África com passagem por Moçambique e Madagáscar.

Nesta antiga colónia britânica, o Sumo Pontífice sublinhou que é preciso defender e apoiar os jovens pois apesar do crescimento económico que o país regista, são eles que sofrem mais.

Francisco referiu que a incerteza em relação ao futuro fá-los sentir-se à margem da sociedade deixando-os vulneráveis a novas formas de escravatura.

O Papa celebrou missa perante mais de 100 mil pessoas no Monumento de Maria, Rainha da Paz, a 40 quilómetros de Port Louis, capital da Ilha Maurícia, no Oceano Índico.

A celebração contou com a presença dos representantes das autoridades e das diferentes confissões do país.

Na sua homilia, Francisco defendeu o diálogo inter-religioso e elogiou o povo mauriciano, "rico em diversas tradições culturais e também religiosas."

A Ilha tem um milhão e trezentos mil habitantes. Mais de 50% são hindus, 30% são cristãos, em especial católicos, 18% são muçulmanos.