A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ursula von der Leyen detalha pastas da Comissão Europeia

Ursula von der Leyen detalha pastas da Comissão Europeia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A primeira mulher a presidir à Comissão Europeia apresentou em detalhe as pastas que serão atribuídas aos nomeados pelos Estados-membros, durante uma conferência de imprensa, terça-feira, em Bruxelas.

Ursula von der Leyen prometeu, sobretudo, uma atitude próxima dos cidadãos: "Quero que esta Comissão seja flexível, moderna e ágil. Quero presidir a um colégio de comissários empenhados, que compreendam o que se passa na Europa e ouçam o que é dito pelos cidadãos".

Uma das prioridades do executivo europeu, que tomará posse a 1 de novembro, é criar um modelo económico ambientalmente mais sustentável, algo que será supervisionado pelo holandês Frans Timmermans.

"Quero que o Acordo Verde Europeu se torne a imagem de marca da União Europeia. No cerne dessa política está o compromisso em nos tornarmos o primeiro continente do mundo com neutralidade climática", explicou Ursula von der Leyen.

Além de Timmermans, há mais sete vice-presidentes, incluindo o grego Magaritis Schinas, que até agora era porta-voz da comissão Juncker. A sua pasta denominada "Proteger o nosso modo de vida europeu" vai lidar com migração.

"Uma tarefa nobre da União Europeia deverá ser a disponibilidade para aceitar refugiados que precisam da proteção, mas fazendo-o de forma ordeira e regular", disse a presidente-eleita.

Como esperado, a portuguesa Elisa Ferreira ficou com a pasta Coesão e Reformas, que lida com os fundos estruturais. Os comissários-designados terão audições no Parlamento Europeu no final de setembro.