A longa agonia do lago Koroneia

A longa agonia do lago Koroneia
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nível de água do lago Koroneia, no norte da Grécia, caiu 70% nos últimos três anos

PUBLICIDADE

Em tempos, o lago Koroneia, no norte da Grécia, abrangeu 4500 hectares. A memória desses tempos pertence ao passado, nas últimas três décadas o lago encolheu para um terço do tamanho original e os últimos três anos têm sido particularmente dolorosos. Desde 2016, o nível de água caiu 70%.

O resultado são milhares de peixes mortos. A bióloga Athena Patsia lamenta as altas temperaturas e a falta de chuva mas sublinha que para o lago ser capaz de reter essa água, é necessária uma boa gestão dos recursos hídricos, o que não tem acontecido.

Os esforços desenvolvidos pelas autoridades locais para tentar evitar a morte de uma área protegida têm sido insuficientes e para piorar a situação, os verões na região têm sido cada vez mais quentes e longos.

De acordo com o veterinário, Vangelis Tsiamantis, "quando falta a chuva, os níveis de água baixam e nessas condições desenvolvem-se alguns tipos de algas que produzem biotoxinas. Como resultado morrem grandes quantidades de peixe. Não é a primeira vez que acontece. Estamos a recolher amostras de água e peixe para determinar os níveis de oxigénio e biotoxinas."

O cenário está longe de ser animador. A não ser que haja uma mudança radical nos próximos tempos, com o lago morre também toda uma região que dependia da sua água.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

105 adeptos de futebol em prisão preventiva pela morte de um jovem grego

Grécia em estado de choque após o trágico acidente ferroviário

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos