A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Detidos independentistas catalães suspeitos de planear ações violentas

Detidos independentistas catalães suspeitos de planear ações violentas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos nove pessoas foram detidas esta segunda-feira, em vários municípios da Catalunha, suspeitas de estarem a planear ações violentas. Todos os detidos são membros das Comissões de Defesa da República (CDR), organizações conhecidas por apoiar o movimento separatista catalão.

De acordo com a polícia espanhola, os elementos planeavam atuar a 1 de outubro, data do aniversário do referendo ilegal para a independência da Catalunha, realizado em 2017. Durante as buscas, a Guardia Civil encontrou explosivos artesanais com instruções e plantas de edifícios públicos.

A operação policial decorreu no âmbito de uma investigação que durava há mais de um ano.

Em declarações à rádio pública espanhola (RNE), o ministro do Interior, Fernando Grande Marlaska, admitiu que a operação "ainda está em aberto" e que pode haver "mais detenções".

Das CDR fazem parte associações de bairros, movimentos sociais, figuras ligadas à independência da região e militantes políticos. Há um ano tinham já cortado estradas e linhas ferroviárias, como forma de protesto.

Os nove detidos esta segunda-feira estão acusados de rebelião, posse de explosivos e terrorismo e vão ser ouvidos pela Audiência Nacional nos próximos dias.