EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Falência da Thomas Cook faz disparar preços em Creta

Falência da Thomas Cook faz disparar preços em Creta
Direitos de autor 
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O fim da Thomas Cook estragou as férias a muitas pessoas. A falência da empresa provocou também muitos incómodos aos agentes hoteleiros, um pouco por todo o mundo. Vemos agora o impacto da falência da Thomas Cook em Creta.

PUBLICIDADE

A falência da agência de viagens britânica Thomas Cook, depois de 178 anos de atividade, atrapalhou as férias de milhões de pessoas. Não só daquelas que viram as reservas canceladas, mas também dos que pensavam tirar férias no fim do verão e agora se deparam com preços proibitivos.

“Quando não há aviões nem há lugares, os preços disparam. Para além disso, se alguém quiser reservar um voo de Inglaterra para Creta, os preços estão três vezes mais altos do que antes da falência.”
Michalis Vlatakis
Operador turístico - Creta

As ilhas gregas são consideradas um destino acessível para a maior parte das famílias europeias. Nesta época do ano, os turistas costumam comprar pacotes de 10 dias em Creta, que variam entre 400 e 800 euros por pessoa.

Os operadores turísticos temem que a onda de choque depois da falência da Thomas Cook se prolongue. Depois da insolvência, os gestores hoteleiros da Grécia tentam diminuir os preços por noite, para manter a taxa de ocupação dos hotéis.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia mais acessível para os turistas turcos

Imagens de drone mostram a devastação causada pelos incêndios em Rhodes

Incêndios florestais na Grécia causam explosões em depósito de munições