A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rouhani acusa EUA e critica Europa na ONU

Rouhani acusa EUA e critica Europa na ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Irão, Hassan Rouhani, mostrou-se decidido, nas Nações Unidas, a prosseguir o caminho de se afastar, a passo e passo, do acordo assinado com a comunidade internacional sobre a energia nuclear. Rouhani condenou a decisão norte-americana de deixar o acordo unilateralmente e acusa os países europeus de inação.

"Respeitando a resolução do Conselho de Segurança da ONU, demos à Europa a possibilidade de implementar os 11 compromissos que permitiriam colmatar a desistência dos Estados Unidos, mas infelizmente vimos muitas palavras bonitas, mas nada de ações concretas. A nossa paciência tem um limite. Se os Estados Unidos não respeitam os compromissos perante o Conselho de Segurança e a Europa se mostra incapaz, a nossa única opção é regressar à nossa dignidade, ao nosso orgulho e ao nosso poder interior", disse o presidente iraniano no discurso na Assembleia-Geral da ONU.

Na véspera do discurso, Rouhani encontrou-se com os líderes do Reino Unido e de França, Boris Johnson e Emmanuel Macron, que tentaram convencê-lo a falar com Donald Trump, mas o presidente iraniano recusou qualquer encontro com responsáveis norte-americanos. Outro ponto do discurso de Rouhani na ONU foi dizer que os conflitos na região do Golfo Pérsico e da Península Arábica devem ser resolvidos entre os vizinhos, e não pela mão dos Estados Unidos.