EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Paróquia belga é exemplo de acolhimento de migrantes

Paróquia belga é exemplo de acolhimento de migrantes
Direitos de autor 
De  Ana LAZAROTeresa Bizarro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Riches Claires é ponto de encontro e de inclusão para a comunidade hispânica em Bruxelas

PUBLICIDADE

Aos domingos de manhã, a igreja de Riches Claires, em Bruxelas, é ponto de encontro para a comunidade hispânica na capital belga. No dia Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, 12 nacionalidades diferentes reuniram-se aqui. Debaixo de um tecto que ameniza a distância das origens e amacia a integração. Chegar a um país novo nunca é fácil, conta Zoraida Hernández. Esta colombiana, ativista pelos direitos humanos explica que os que ali chegam "estão culturalmente desenraízados. Deixaram a família e os amigos num processo muito doloroso."

A comissão de solidariedade funciona nesta paróquia há 30 anos e já é considerada essencial para o processo de integração de migrantes. Este domingo respondeu com todas as letras ao desafio do Papa Francisco para fazer do Dia Mundial do Migrante e do Refugiado um dia de acolhimento; um dia de comunhão.

A chilena Lucila Aguilera faz questão de dizer que “a esta igreja não vem só quem acredita em Deus. Há ateus que se sentem integrados. Respeitamo-nos uns aos outros."

A comunidade hispânica na Bélgica tem oscilado de acordo com as vagas migratórias. Começou por ter apenas espanhóis e da América latina os primeiros a chegar foram os chilenos. Nos últimos tempos, são os venezuelanos a procurar o país em maior número, mas também se encontram mexicanos.

“O encerramento da fronteira com os Estados Unidos está a ter um grande impacto , porque os migrantes estão a procurar outros destinos e um dos mais importa ntes é a Bélgica," afirma o coordenador da comissão de Solidariedade de Riches Claires, Mario Velasquez.

No centro da Europa, esta comunidade apresenta-se como um lugar seguro, de acolhimento. Uma referência inclusão de migrantes e um exemplo de solidariedade social.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

194 migrantes desembarcaram em Itália

Incêndio trágico no campo de refugiados de Moria

Papa apela ao acolhimento dos migrantes